Efeito da prevalência do consumo de álcool e tabaco em municípios mexicanos sobre o desenvolvimento durante a primeira infância

Conteúdo do artigo principal

Francisco-Javier Prado-Galbarro
Carlos Sanchez-Piedra
Juan-Manuel Martínez-Núñez

Resumo:

A faixa etária que se estende do nascimento aos 5 anos de idade é um dos períodos mais críticos na infância. Crianças expostas ao álcool e/ou tabaco por meio de familiares e vizinhos estão em risco de atraso no desenvolvimento infantil. Este estudo avaliou a associação do desenvolvimento durante a primeira infância com a prevalência do consumo de álcool e tabaco em municípios mexicanos. Trata-se de um estudo transversal. As informações sobre o desenvolvimento durante a primeira infância de 2.345 crianças de 36 a 59 meses foram obtidas pela Pesquisa Nacional Sobre Crianças e Mulheres no México (ENIM) de 2015. Os dados sobre consumo de álcool e tabaco são da Pesquisa Nacional sobre Consumo de Drogas, Álcool e Tabaco no México (ENCODAT) de 2016. Modelos logísticos multiníveis foram ajustados para avaliar a associação da prevalência de consumo de álcool e tabagismo com desenvolvimento durante a primeira infância inadequado. Crianças que vivem em municípios com alta prevalência de consumo de álcool (OR = 13,410; IC95%: 2,986; 60,240) e tabagismo (OR = 15,080; IC95%: 2,040; 111,400) foram associadas à maior probabilidade de ter um desenvolvimento durante a primeira infância inadequado após ajuste às variáveis individuais relacionadas ao desenvolvimento da criança e a outras variáveis ambientais em nível municipal. A exposição infantil ao álcool e tabaco na vizinhança pode contribuir diretamente para o desenvolvimento durante a primeira infância inadequado. Estas descobertas demonstram uma necessidade urgente de desenvolver intervenções eficazes destinadas a reduzir o consumo de álcool e tabagismo nos municípios para garantir um desenvolvimento durante a primeira infância adequado.

Detalhes do artigo

Palavras-chave:
Desenvolvimento Infantil; Proteção da Criança; Consumo de Bebidas Alcoólicas; Uso de Tabaco; Vizinhança