a3_v32n2.jpg
Loading images
loading
vol.12 vol.13 vol.14 vol.15 vol.16 vol.17 vol.18 vol.19 vol.20 vol.21 vol.22 vol.23 vol.24 vol.25 vol_26_1 vol_27_7 vol_28_1 vol_29_9 vol_30_2 vol_32_12 vol_33_1


CENTRAL DE ARTIGOS

APOIO

patrocinio


Receba nossos informes





v33n5g

*De autoria de Carlos Eduardo Siqueira, o Editorial que abre o fascículo de maio traz uma reflexão crítica sobre os significados e repercussões do Projeto de Lei n0 4.302, que aborda a terceirização, tema este também discutido no fascículo de junho de 2016 em CSP. O autor alerta que "essa mudança nas leis trabalhistas no essencial flexibilizará e precarizará as condições de trabalho e emprego a tal ponto que no futuro teremos grupos muito pequenos de trabalhadores com direitos ou garantias mínimas".
Na seção Perspectivas, Antônio Tadeu Ribeiro de Oliveira aponta para a necessidade de um debate amplo sobre a reforma previdenciária e suas distorções sob a ótica demográfica. Entre outros aspectos, são enfatizados o lado positivo da dinâmica populacional que não está sendo considerado, os equívocos da não observância das diferenças da esperança de vida entre as diversas regiões do país, e os problemas em relação à omissão da discussão das precárias condições de saúde a que são submetidos grande parte dos trabalhadores.
A seção Questões Metodológicas traz dois excelentes artigos. Jesus et al. apresentam um estudo acerca da qualidade do consumo alimentar entre jovens de 7 a 15 anos. Dias et al. buscaram classificar a avaliar os óbitos infantis e suas possíveis causas além da necessidade do fortalecimento da assistência materno-infantil para a redução da mortalidade infantil.
A seção Artigos traz variados temas como: saúde bucal, gênero e saúde, serviços e tecnologia de informação em saúde, leptospirose, saúde do idoso, infecção oportunista – tuberculose e HIV, pesquisa clínica infantil, doenças hereditárias, dengue durante a gestação, saúde de populações indígenas, ocupação de leitos nas emergências, alimentos industrializados (processados), índice de massa corporal, período pós-parto (ganho de leso e aleitamento materno) e hipertensão arterial.
Campos et al. em seu trabalho, apresentam estimativas de mortalidade entre indígenas e não indígenas com base nos dados do Censo Demográfico de 2010, valendo-se do quesito de óbitos investigados em domicílios particulares. O resultado desse estudo está disponível na seção Comunicação Breve.
O fascículo de maio – 33(5) está muito interessante e com uma boa diversidade de artigos. Tenha uma excelente leitura!*

 
A Revista
Cadernos de Saúde Pública

Cadernos de Saúde Pública (CSP) é uma revista mensal publicada pela Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz.
A revista destina-se à publicação de artigos científicos voltados para a produção de conhecimento no campo da Saúde Coletiva. CSP também tem como objetivo fomentar a reflexão crítica e o debate sobre temas da atualidade relacionados às políticas públicas e aos fatores que repercutem nas condições de vida e no cuidado de saúde das populações.
Todos os artigos são criteriosamente avaliados pelo corpo editorial de CSP, organizado com base na revisão por pares (sistema duplo-cego), respeitando a diversidade de abordagens, objetos e métodos de distintas perspectivas disciplinares que caracterizam o campo. Originalidade, relevância e rigor metodológico são os principais aspectos considerados na avaliação editorial.
Atualmente, CSP constitui uma das principais fontes de informação da área científica em Saúde Pública editada na América Latina. A periodicidade e a regularidade de CSP, aliadas à cuidadosa seleção dos artigos publicados, têm garantido ampla disseminação da publicação na comunidade acadêmico-científica e nos serviços de saúde.
Todo o conteúdo on-line é de acesso aberto e gratuito.
CSP encontra-se listado nas principais bases de indexação bibliográfica internacionais.
CSP utiliza, via SciELO, o sistema CLOCKSS de arquivamento e preservação de acervos digitais.
CSP adota o sistema Ephorus para a identificação de plagiarismo.
CSP adota a licença Creative Commons do tipo atribuição (CC-BY) que permite distribuir, remixar, adaptar e criar com base no seu trabalho, mesmo para fins comerciais, desde que se confira o devido crédito autoral, da maneira especificada por CSP.

 

logo by pt Cadernos de Saúde Pública / Reports in Public Health
Rua Leopoldo Bulhões 1480 - Rio de Janeiro RJ 21041-210 Brasil
Secretaria Editorial +55 21 2598-2511 :: Assinaturas +55 21 2598-2514
© 2012 Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz.
footer2