Portal ENSP - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca Portal FIOCRUZ - Fundação Oswaldo Cruz

Cadernos de Saúde Pública

ISSN 1678-4464

37 nº.1

Rio de Janeiro, Janeiro 2021


ARTIGO

Associação entre “a body shape index” e mortalidade: o Estudo de Coorte de Idosos de Bambuí, Brasil

Mary Anne Nascimento-Souza, Juliana Vaz de Melo Mambrini, Sérgio Viana Peixoto, Maria Fernanda Lima-Costa

http://dx.doi.org/10.1590/0102-311X00016020


  • Artigo
  • Autores
  • Comentários (0)
  • Informações Suplementares




RESUMO
O estudo teve como objetivo avaliar a associação isolada e independente entre indicadores de adiposidade abdominal e índice de massa corporal (IMC) e mortalidade. O estudo usou dados de 1.366 idosos que tinham informações completos para todas as variáveis independentes no Estudo de Coorte de Idosos de Bambuí, Brasil. A variável dependente foi o tempo até o óbito por todas as causas, e as variáveis de exposição foram o índice de forma corporal (a body shape index - ABSI), circunferência de cintura (CC), razão cintura/estatura (RCE) e IMC, medidos na linha de base e aos 3º, 5º e 11º anos de seguimento. A associação entre os quartis de indicadores antropométricos e a mortalidade foi investigada usando um modelo estendido de riscos proporcionais de Cox ajustado por fatores de confusão socioeconômicos e comportamentais. Os idosos do 4º quartil do ABSI mostraram maior risco de mortalidade, independentemente de IMC (1,27; IC95%: 1,01-1,58), mas a associação não foi mantida nas análises de sensibilidade. Os idosos do 2º, 3º e 4º quartis de IMC mostraram risco menor de mortalidade, associação esta que foi mantida após ajustar para CC ou ABSI. Por outro lado, a CC e a RCE não mostraram associações consistentes com a mortalidade geral depois de ajustar para fatores de confusão. As análises mostraram que a capacidade preditiva do ABSI para mortalidade ainda é fraca, considerando a perda de significância nas análises de sensibilidade. Portanto, a possibilidade de adoção do ABSI na prática clínica ou em inquéritos epidemiológicos para complementar ou substituir o IMC e CC ainda precisa ser explorada com maior profundidade em estudos futuros.

Envelhecimento; Mortalidade; Índice de Massa Corporal; Circunferência de Cintura; Razão Cintura-Estatura


 

Cadernos de Saúde Pública | Reports in Public Health

Rua Leopoldo Bulhões 1480 - Rio de Janeiro RJ 21041-210 Brasil

Secretaria Editorial +55 21 2598-2511.
cadernos@fiocruz.br

  • APOIO:

©2015 | Cadernos de Saúde Pública - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca | Fundação Oswaldo Cruz. - Ministério da Saúde Governo Federal | Desenvolvido por Riocom Design